Artigos

Asana do mês - Virabhadrasana

Naturalmente conhecido como a postura do guerreiro, o Virabhadrasana (nas suas três variantes) enaltece o “guerreiro espiritual” que, com audácia e coragem, luta contra o inimigo universal: avidya ou a ignorância existencial. Este conjunto de posturas aquece o corpo, fortalece os ombros, tonifica as pernas e liberta tensão nas ancas.

 

Procure perceber o que está a alongar em Virabhadrasana I:

  1. Comece em Tadasana (Postura da Montanha). Inspire. Na expiração, afaste as pernas e os braços. Os pés devem estar paralelos e afastados entre si aproximadamente, os braços alongados ao nível dos ombros com as palmas das mãos viradas para baixo. Está em Utthita Hasta Padasana.
  2. Vire as palmas das mãos para cima. Inspire e suba os braços por cima da cabeça, com os cotovelos esticados e as palmas das mãos voltadas uma para a outra.
  3. Vire a perna e o pé esquerdos para dentro cerca de 60 graus e a perna e o pé direitos 90 graus para a direita. Mantenha os braços esticados e o peito subido.
  4. Expire e flicta a perna direita até a canela estar perpendicular e a coxa paralela ao chão. Mantenha o joelho alinhado com o tornozelo. Alongue a perna esquerda, mantendo-a esticada e com o calcanhar a empurrar para baixo. Alongue o tronco para cima, sem perturbar a posição das pernas, e olhe para as mãos. Faça entre 3 e 5 respirações aqui. Inverta os passos para regressar a Utthita Hasta Padasana e repita para o outro lado.

 

A consciência difunde-se harmoniosamente em Virabhadrasana II:

  1. De Tadasana, passe para Utthita Hasta Padasana (conforme as explicações mencionadas em cima). Vire o pé esquerdo ligeiramente para dentro e a perna e pé direitos 90 graus para a direita. Mantenha os braços esticados. Olhe em frente e abra o peito.
  2. Expire e flicta a perna direita até a canela ficar perpendicular e a coxa paralela ao solo. Certifique-se de que o joelho flectido está alinhado com o tornozelo e mantenha o tronco a subir verticalmente. Vire a cabeça para a direita e olhe para a mão. Mantenha durante 3 a 5 respirações. Inspire e estique a perna direita, avance a cabeça e o pé para Utthita Hasta Padasana e repita para o outro lado. Termine em Tadasana.

 

Vai ficar surpreendido com a força de Virabhadrasana III:

  1. Comece em Virabhadrasana I com a perna direita flectida e o tronco voltado para a frente.
  2. Expire e estique o tronco sobre a perna direita, pousando o peito na coxa. Alongue o tronco e os braços para a frente.
  3. Expire, suba a perna esquerda e estique a direita. Mantenha o nível das ancas e do peito, perna direita e braços paralelos ao solo. Olhe na direcção do chão. Mantenha esta firmeza durante 3 e 5 respirações harmoniosas. Lentamente expire, flicta a perna direita e baixe a esquerda para Virabhadrasana I. Estique a perna, passe para Utthita Hasta Padasana e repita para o outro lado. Termine em Tadanasa.

 

Texto: "BKS Iyengar Yoga Wisdom and Practice" (Dorling Kindersley, 2009) | Fotografia: Teresa Melo